GUARAPARI
ESPÍRITO SANTO - BRASIL
 
 
 
GUARAPARI!
Com mais de vinte praias e bons locais de mergulho, Guarapari figura entre os destinos mais importan
Home » Destinos » BRASIL » ESPÍRITO SANTO » GUARAPARI
Conheça o Destino Sobre Cidade
Sobre a Cidade
Acesso
Onde me Hospedar?
Gastronomia
Pontos Turísticos
Comprinhas
Curiosidades
Informações e Utilidades
Praias
Fotos e Videos
Localização
Previsão do Tempo
GUARAPARI ! Fonte:
Com mais de vinte praias e bons locais de mergulho, Guarapari figura entre os destinos mais importan PMF/Uol Viagens/ Wikipédia/ Guia 4 Rodas
GUARAPARI

A cidade de Guarapari tem sua origem ainda no século 16, quando o padre José de Anchieta percorreu a Capitania do Espírito Santo com o intuito de formar novas aldeias que serviriam como base para a catequese dos índios goitacazes. A fundação ocorreu em 1585, quando Anchieta determinou a construção de uma capela para abrigar padres em missão. O nome escolhido foi Aldeia do Rio Verde ou Santa Maria de Guaraparim.


Em 1891, Guarapari deixou de ser vila para se tornar um município. Ainda assim, isto não garantiu o desenvolvimento imediato da cidade, que era de difícil acesso e contava com algumas centenas de construções rudimentares até o início do século 20. O destino do lugar mudou radicalmente a partir dos anos 1960, quando se propagaram as informações de que as areias da região possuíam um grau de radioatividade com efeitos terapêuticos. A areia preta, ou monazítica, passou a ser utilizada então como tratamento alternativo de reumatismo, artrite, alergia, problemas gástricos e digestivos, além de vários outros --mesmo sem comprovação científica adequada.

Logo a "Cidade Saúde" passou a receber um grande fluxo de visitantes e moradores em potencial de todos os cantos do Brasil e do mundo, ganhando grande impulso para o desenvolvimento. Hoje o município conta com cerca de cem mil habitantes e é um dos destinos turísticos mais importantes do Espírito Santo, referência em shows, festas e eventos no verão.


Na alta temporada, suas ruas e praias ficam lotadas de turistas --principalmente originados de Minas Gerais-- e sua população quase triplica, impulsionando a economia local e toda a indústria de turismo do Estado. Tal inchaço tem também seus inconvenientes, evidenciando alguns problemas estruturais e logísticos, como falta de água em determinadas regiões e grandes congestionamentos.

Embora possua distritos em regiões serranas do Estado, o ponto alto de Guarapari é seu litoral. São mais de vinte praias com características bastante peculiares, muitas ideais para práticas esportivas. A praia D´Ulé e a de Setibão são algumas das escolhidas pelos surfistas devido às altas ondas e menor número de banhistas. Já as Ilhas Rasas e as Três Ilhas, por exemplo, são pontos de mergulhadores, assim como os famosos naufrágios capixabas --dos navios Bellucia e Victory-- que atraem esportistas sedentos pela exploração das estruturas e observação da grande diversidade marinha do local, uma das maiores do país. 

Ao longo da costa há grande variedade de espécies nativas da mata atlântica e vegetação de restinga, além de animais silvestres, como corujas e ouriços, muitos protegidos pelos limites do Parque Estadual Paulo César Vinha, que recebe não só turistas, mas também pesquisadores. O Parque Morro da Pescaria é outro ponto de preservação que recebe visitas e conta com mirantes para apreciação da cidade e do canal.

A culinária local e o artesanato são boas amostras da cultura capixaba. É essencial provar a moqueca capixaba (que ao contrário da baiana não recebe dendê ou leite de coco), a caranguejada e a Torta Capixaba (preparada com palmito, bacalhau, camarão e siri, entre outros frutos do mar). Várias bancas e lojas ao longo das estradas vendem panelas de barro, peças entalhadas de madeira e objetos feitos com vime e taquara.

Pela localização, praias como a do Morro, Castanheiras e Areia Preta ficam cheias sempre, graças aos seus arredores que concentram grande número de estabelecimentos comerciais como restaurantes, bares, farmácias, bancos, postos de gasolina e supermercados. São lugares ideais para aqueles que desejam ficar perto de tudo, ainda mais no verão, quando o trânsito se torna caótico.

A região de Nova Guarapari, também chamada de Enseada Azul, foi tomada ao logo dos anos por residências de veraneio e se tornou um dos locais mais badalados do Estado durante a alta temporada. Suas praias, especialmente a Bacutia, são palcos de eventos e constantemente recebem visitas de celebridades e jovens de alto poder aquisitivo. Meaípe é outra localidade bastante frequentada pela juventude em busca de festas e badalação, mas consegue manter sua tradição com alguns dos pontos gastronômicos mais famosos do Espírito Santo e praia tranquila.

 

Fonte UOL Viagem


ALBUM DE FOTOS